A PRIMEIRA CONSULTA DO SEU BEBÊ

 

Por que o bebê deve ir ao dentista se ainda não tem dentes ou eles estão começando a nascer?

Queridos pais, o primeiro contato do bebê com o odontopediatra é de extrema importância. O ideal é que as primeiras experiências sejam agradáveis, iniciadas com a familiarização, as instalações e o pessoal do consultório e com condições favoráveis, ou seja, para o atendimento preventivo.
Para a primeira experiência odontológica do bebê ser positiva, é importante procurar pelo atendimento tão logo que os primeiros dentes apareçam na boquinha.
Dessa forma, será possível realizar a prevenção primária, orientação aos pais e assim evitar a ocorrência da carie precoce da infância.

Como será a primeira consulta do bebê?

Ao chegarem ao consultório, há o reconhecimento do local, tanto pelos pais quanto pelos bebês. Nesta visita, normalmente várias perguntas serão feitas pelo odontopediatra, para obtenção dos dados de maior interesse. Neste momento também, os pais terão a oportunidade de esclarecer as dúvidas.
Em seguida será realizado o exame na boquinha do bebê para identificar os aspectos normais, analisando a língua, lábios, freios, relação da maxila com mandíbula, céu da boca, bochechas e dentes (quando presentes e se apresentam ou não lesões de cárie).
Após a avaliação, algumas informações são passadas aos pais como: higienização, alimentação, cuidados necessários para prevenir a cárie precoce na infância, uso do flúor, uso de chupeta e mamadeira, alterações normais que podem aparecer na boquinha do bebê  quando os dentinhos estão nascendo incluindo os sintomas que podem desenvolver.
Se necessário é será realizado uma limpeza e aplicação de flúor.
A consulta termina quando todas as informações foram passadae e todas as duvidas esclarecidas.

ESTA CONSULTA INICIAL É FUNDAMENTA PARA CONSTRUIR DESDE CEDO HÁBITOS SAUDÁVEIS PARA A BOCA DO BEBÊ E SEUS FUTUROS DENTES.

 

MAMADEIRA E CHUPETA

 

Seu filho ainda usa a mamadeira ou chupeta?

Sabia que ela só deve ser utilizada até os 18 meses, seu uso prolongado só propicia a aquisição de hábitos bucais. Quanto antes for estimulado a substituição dela por copos com bucal, melhor será a aceitação e menores serão os prejuízos a boquinha do seu filho!

O que pode acontecer se a criança não trocar a mamadeira pelo copo na fase certa?

Ela vai se tornar um HÁBITO NÃO NUTRITIVO, pois não há mais necessidade de se alimentar através dela. Também vai causar cáries e problemas de oclusão, necessitando uso de aparelho quando a criança for maiorzinha!
Hábitos não nutritivos – são tudo o que a criança suga sem a finalidade de alimentação.
EX: DEDO, CHUPETA, MAMADEIRA, PANO, CANETA, LÁPIS!

Até a época de erupção dos primeiros dentinhos, a chupeta pode desempenhar um papel importante na sucção, uma vez que bebê tem uma forte necessidade de sucção, nem sempre satisfeita só pela sucção nutritiva. Muitos bicos artificiais são usados para acalmar as crianças que choram e para minimizar problemas futuros a chupeta deve ser a ortodôntica, que tem um formato anatômico que se adapta perfeitamente na boca da criança.

“É MELHOR A CHUPETA DO QUE O DEDO!”

O dedo é intracorpóreo, tem calor, odor e consistência muito aproximados aos do mamilo materno, além de estar sempre presente, o que torna a sua remoção mais difícil que da chupeta. Estudos provam que as crianças que não foi ofertado a chupeta, podem vir a desenvolver o hábito de sucção digital.

E quais são as conseqüências na boquinha de seu filho?

Podem apresentar mordida aberta, mordida cruzada, inclinação dos dentes e quando molhadas no açúcar ou derivados dele, vão causar cárie!
Claro que muitas vezes usamos desses artifícios para acalmar a criança ou colocá-la para dormir, mas esses problemas aparecem devido à freqüência e intensidade que esses são usados. Muitas utilizam a maior parte do tempo, sem mesmo estarem nervosas, só mesmo pela necessidade de estar sugando algo!

Dicas: vão removendo aos poucos, utiliza apenas para acalmar e depois retira ou ainda, podem tentar outros recursos. O ideal é que seja removido a partir dos 8-9 meses. Quanto antes tentar removê-lo, mais fácil será para a criança largar do hábito!

 

CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA

 

O QUE É CÁRIE?

É uma doença causada por bactérias e pode ser transmitida da mãe para o filho de várias maneiras como: assoprar a comida da criança, provar com a mesma colher, limpar a chupeta com a boca entre outras.
Estas bactérias precisam interagir com outros fatores para que a doença cárie se desenvolva. Os outros fatores são o tempo, o substrato (são os restos de alimentos deixados na boca) e o hospedeiro (que somos nós).
As cavidades que a cárie faz nos dentes causam dor e podem levar ao tratamento de canal e até a perda dos dentes.
A solução para a cárie é a prevenção, ou seja higienização diária e visita ao odontopediatra periodicamente. A cárie é uma doença séria e deve ser evitada a todo custo.

HIGIENIZAÇÃO                                  

COMO CUIDAR DOS DENTINHOS DE SEU FILHO?

Até os seis meses de idade:

  1. Limpe a boca com gaze úmida ou dedeira úmida com água filtrada quando houver leite estagnado na boca.
  2. Dica – para adaptação, a limpeza pode ser introduzida no bebe durante o banho.

 

Dos 6 aos 12 meses de idade:

  1. O primeiro dentinho pode aparecer. É hora de visitar o odontopediatra.
  2. Comece a escovar os dentes do bebê após cada alimentação e na hora de dormir com a dedeira úmida (é o ideal) ou uma escova macia pequena e de cerdas arredondadas.
  3. Não há necessidade de usar creme dental, o uso será necessário apenas para melhor adaptação do bebe a higienização. O creme dental deverá ser sem flúor.

 

Dos 12 aos 24 meses de idade:

    1. A maioria dos dentinhos já está erupcionado.
    2. A escovação deve ser realizada com escova de dente pequena macia e com cerdas arredondadas.
    3. Inicie o uso do creme dental na quantidade de um grão de arroz.
    4. Siga o programa de exames e limpeza recomendados pelo odontopediatra.

     

    Cárie de Mamadeira

    Cárie Cronificada

    Cárie de Mamadeira

    Cárie Cronificada

     

    CREME DENTAL    

          

    Se seu bebê já tem dentinhos, já está na hora de começar a usar creme dental SEM FLÚOR. Mas LEMBRE-SE a quantidade a ser usada é menor que um GRÃO DE ARROZ.  É IMPORTANTE escovar os dentinhos desde cedo porque além de estar higienizando, é uma opção para motivar e instalar o hábito de escovar os dentes desde bebê!

      • De 0 a 3 anos de idade deve usar creme dental SEM FLÚOR! Devido a GRANDE ingestão do creme dental COM FLÚOR, nessa idade, os dentes permanentes podem nascer com manchas brancas, amarelas ou castanhas, quebradiços e fracos , isto é a FLUOROSE e após detectada, a única forma de reverter é restaurando o dente! Até os 6 anos de idade os dentinhos permanentes estão se formando e ficam muito suscetíveis a fluorose.

      • Mas se seu filho(a), tiver entre 3 e 6 anos já pode começar a usar pasta com UM POUCO DE FLÚOR (500ppm) para prevenir a doença cárie. SEMPRE leia na bula quanto tem de flúor, o ideal é ter 500ppm. A pasta comum de adulto tem MUITO FLÚOR para seu filho de 3 a 6 anos.

      • Após nascer os primeiros dentes permanentes, perdendo assim os de leite, aproximadamente após os 6 anos, já pode utilizar outros tipos de creme dental. Nessa época os dentinhos permanentes já estão todos formados e não correm mais o rico de ficarem com fluorose.

      PROTEGER OS DENTINHOS É MAIS SAUDÁVEL E MAIS BARATO DO QUE TRATÁ-LOS. FAÇA ISSO POR SEU FILHO.

       


 

 


:: Dra. Ana Carolina Arantes CRO 17647:: R. Buenos Aires, 441 sala 135 Tel: (41) 3323-3834 / 9814-9415 * Copyright Vetor Propaganda